IP Casa de Oração - Rua Moreira Neto, 283 - Guaianases - São Paulo

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Incentive a Leitura


 



Incentive a leitura Crianca 

Elisabeth Lorena Alves
Muitos pais e professores insistem em dizer que as crianças não gostam de ler, as não compreendem que para cada uma delas deve existir uma abordagem diferente no que se refe incentivar a Leitura.
Primeiro, que fique bem claro, numa casa onde não há leitores, dificilmente as crianças se interessarão por livre e espontânea vontade pela Leitura.
Se você passa horas a fio em frente a TV e nunca, jamais, pega um livro, seu filho não vai se interessar por eles.
Segundo, as crianças devem ser apresentadas aos livros ainda no berço. Hoje existem livros de tecido, silicone e outros materiais que mesmo os neném podem manusear, com figuras, alfabeto, figuras geométricas e numerais.
Terceiro, jamais force sua criança a leitura. Eles devem aprender desde cedo que isto é um prazer e não uma tortura.
Lembro-me sempre de dois sobrinhos meus, quando pequeninos eles viam as tias jogadas pelos cantos da casa, lendo e sorrindo ou chorando com os livros. Lembro-me claramente que estes dois, que foram neném em épocas diferentes, vivenciaram comigo a mesma experiência. Estava eu sentada no sofá lendo um livro e vivendo ele, mas ao ver a criança chegar no ambiente e pegar um livro, minha atenção diminuiu. Eu lia e volta e meia, olhava para ele. De repente notei que seu livro estava de ponta cabeça e ele estava compenetrado olhando as páginas, que só tinhas letras, nenhuma figura. Disfarcei e voltei a minha leitura, quando virei a página, notei que ele fez o mesmo, quando sorria com minha história, ele também sorria. Nunca vou esquecer isto, nada vai tirar o que vivi e como disse isto por duas vezes na vida! Meus sobrinhos são bons leitores, não são ainda como nós, vorazes, simplesmente por respeitarmos o tempo e gosto deles.
Agora o que você não pode fazer:
Jamais lembre a criança que ela não gosta de ler. Isto para ela é um incentivo a sua persistência. Por isto os mais velhos não contavam as traquinagens das crianças em frente a elas e nem para outras. Eles estavam certos por pensarem que as crianças sentem-se incentivadas e não repreendidas quando suas maquinações e atitudes malinas são comentadas. Até por existir sempre um adulto que vai sorrir do mal feito.
Fazer algo obrigado jamais é bom para a criança e ler não deve ser uma obrigação. Ler é um prazer. Quando a criança diz que não quer ler, diga-lhe com carinho, que ela nào curtiu o livro e nõa a Leitura. Aqui sempre vai caber a minha experiência, curta você a leitura e ele aprenderá a ler.
Mantenha por perto livros de aventuras, de desenhos e de temas variados, respeitando a idade de cada criança e o gosto.
Quando a criança abandonar um livro, observe o que fez deixá-lo de lado. Geralmente não foi falta de interesse e sim cansaço. Lembre-se que a criança em geral, tem uma média de atenção de 15 minutos e isto influencia na leitura dela, quando ainda não descobriu o prazer de ler.
O melhor a fazer nesta hora é deixar de lado o que esta fazendo e falar com a criança, perguntar o que achou do livro, que história conta e do que mais ela gostou.
A criança vai perceber que ler a faz importante, pois você pergunta qual sua opinião do que ela leu e isto vai fazer com que ela leia sempre mais. Então nada de forçar a criança a ler o livro todo de uma vez.
Nunca esqueça que a Leitura deve ser sempre algo prazeroso e só os adultos podem ensinar as crianças encontrar esta alegria, mas com sabedoria.
Bem, por hoje é só, mas há outras dicas e em breve postaremos aqui.
Um abraço.